Pra todo o sempre.

Fodeu. Já era, não tem mais jeito. Perdi a chance de me livrar dessa roubada. Eu dizia sempre pra você que não queria, e olha só pra mim. E pra você! Já foram os seus 30, e olha só pra você. Não rolou. Mas eu? Olha esse vestido. Olha esse anel na minha mão. Olha lá pra fora. É tudo como no filme que eu imaginava na minha cabeça: ao dia, muito amarelinho, essas crianças correndo e o sol batendo ali daquele lado. Mas não era pra ser, você entende? Era só um filme, não podia rolar. É bonito, é lindo, tem as crianças, as flores, o sol e os sorrisos. E depois tem tudo aquilo, a confiança, o olhar, a ternura, o abraço, a comidinha, o beijo na testa, a certeza, as mãos dadas, o clube nos finais de semana, o sexo, o cafuné, as saudades, as conquistas e a amizade. Mas acontece que depois que o filme acaba, ou por trás das câmeras, ou quando ninguém está olhando, as crianças gritam desesperadas e a mãe se lamenta 24 horas por dia pra si mesma sem ninguém ver, as flores custam caro e não são tão amarelas assim, o sol bate e queima mais do que deveria. E tem a traição, tem os olhares desviados, tem o peso, tem o sexo, tem a falta dele, tem o desleixo, tem uma vida inteira, tem a carga, tem a culpa, tem o passado, tem o “se” pelos restos dos nossos dias. O filme acaba, e essa parte não termina nunca. E mesmo assim, olha só pra mim: vou dizer sim.

Anúncios

2 Responses to “Pra todo o sempre.”


  1. 1 Fabi Duarte agosto 14, 2009 às 7:41 pm

    Se não fosse a última frase, acho que eu teria desistido de casar! hahahahahahahaha

  2. 2 kantega outubro 11, 2009 às 10:22 pm

    aí viajei..rs


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




O que tem aqui

Diálogos, monólogos, conversas, crônicas, histórias malucas e talvez, quem sabe, até reais, de uma cabeça bem esquisita.

%d blogueiros gostam disto: