Sem esperar nada em troca.

Te prometo tudo. Tudo o que você merece. Prometo zelo, cuidado e respeito. Prometo os melhores amigos que você nem pensou que podia ter. Te prometo lealdade. Te prometo cura, se eu por acaso te machucar. Prometo não faltar em dias de sol, quando você sentir que não pode deixar esse pedacinho da vida passar em branco. Prometo esquecer da vida, quando o sol for embora e você não quiser mais saber de nada. Prometo bons chocolates, bons livros, bons filmes, boas comidas, boas viagens e boas conversas. Prometo sapatos confortáveis, danças inesquecíveis, ideias maravilhosas e prometo não deixar você descascar depois de pegar sol. Prometo coragem. Prometo gritos e prometo menos lágrimas. Prometo mais do que já é muito. Prometo te deixar em paz, se não valer muito a pena tirar o seu sossego. Prometo afastar de você aquilo que não é necessário, e prometo dar passagem só pro que for verdadeiro. Prometo sinceridade, honestidade, calma e menos dor nas costas. Prometo te acompanhar pra correr de manhã na praia, que você tanto quer, sei lá porquê. Prometo ter mais paciência. Te levar ao médico, te alimentar direito, te arrumar melhor, cuidar do seu dinheiro e lembrar você de se alongar o tempo todo. Se isso não é amor, não sei o que é. É amor. Amor-próprio.

Anúncios

7 Responses to “Sem esperar nada em troca.”


  1. 2 Celma abril 23, 2010 às 1:18 pm

    Promessa é dívida(desculpe, não resisti.)
    O texto é muito lindo e emocionannnte!

  2. 3 Lara abril 23, 2010 às 4:20 pm

    achei lindo 🙂

  3. 4 Lari Dardengo abril 23, 2010 às 5:13 pm

    Adorei.. Mais um pra minha coleção: “eu podia ter escrito”

    =***

  4. 5 Simone abril 25, 2010 às 6:12 am

    Sensacional…
    Estou sem palavras.

    Ps: se vc permitir adoraria publicar seu texto no meu blog.

    Bjs

  5. 6 Simone abril 25, 2010 às 6:45 am

    Luiza.

    Texto publicado e créditos.
    Muito obrigada!
    Vou acompanhando seu blog.
    Beijos

  6. 7 Celma abril 26, 2010 às 2:57 pm

    O seu texto deveria ser o “texto-livro” de cabeceira de todos nós, simples mortais.Foi a mais bela definição de Amor Próprio que eu já li.Muitos parabéns!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




O que tem aqui

Diálogos, monólogos, conversas, crônicas, histórias malucas e talvez, quem sabe, até reais, de uma cabeça bem esquisita.

%d blogueiros gostam disto: