Arquivo de fevereiro \14\UTC 2011

Estamos entendidos?

Eu não me arrumo pra elas. E me sinto desrespeitada quando insistem em repetir isso pela 9382ª vez em alguma matéria de revista, programa de televisão ou conversa de bar. Porque parece que virou uma verdade universal.

Então presta bastante atenção: não é nada disso.

Odeio passar a tarde toda em salão, mas fico o dia inteiro no meu salão caseiro e particular tentando acreditar que vai fazer alguma diferença. Mas é pro seu inconsciente dar o ok quando você passar a mão no meu cabelo. Invento um esfoliante maluco pra minha perna que insiste em não se entender com os pelos, só pra sua mão não perder o foco quando passar por aqui como quem não quer nada. Se somar tudo o que estou vestindo, dá uns bons meses pagando fatura de cartão – e olha que não vou reclamar e nem achar ruim de dividir a conta no final da noite. Eu sei bem que você não vai saber responder a uma pergunta do tipo “qual maquiagem eu estava usando ontem?”, mas eu perco uma partezinha de vida na frente do espelho porque sim, faz diferença.

E depois de tudo, me empenho pra não deixar todo esse ritual fazer eu me atrasar. Até me adianto pra você pensar que sou linda assim mesmo, sem esforço. Mas do fundo do coração espero que você reconheça e me dedique os devidos méritos quando encostar o nariz no meu ombro e reconhecer a lembrança de um cheirinho de hidratante.

Você desmarcou essa merda desse jantar e eu me sinto uma idiota com esses cachos brilhantes e comportados, a perna lisa, a roupa quase vestida e a maquiagem já feita. Não tem “ela” que assuma a culpa por isso. Era tudo pra você, e sua desculpa foi tão boa que não posso acreditar que vou fazer tudo de novo da próxima vez.



%d blogueiros gostam disto: